You are here
League of Legends 

Keyd solicita revanche

Na terça-feira a noite, a equipe brasileira foi forçada a perder o seu jogo pela ESL ESEA Pro League contra a Tempo Storm depois de receber ataque DDoS durante a partir da terceira rodada.

Essa não é a primeira vez em que a equipe sofre os efeitos do ataque DDoS, desde que se mudaram para os Estados Unidos para participar do torneio.

Em uma declaração ao portal HLTV.org, o jogador Gabriel “FalleN” Toledo explicou que o problema foi corrigido hoje e o endereço IP de todos os jogadores foram finalmente alterados. Ele também revelou que sua equipe parou de usar o Skype no qual é muito simples conseguir o IP do usuário.

A equipe afirma que eles notificaram a ESEA sobre o problema com doze horas de antecedência e foi solicitado que o jogo fosse adiado um dia. Mesmo com a Tempo Storm concordando em repetir a partida eles não obtiveram resposta por parte da ESEA.

“Eu gostaria de publicamente pedir uma revanche porque eu tentei entrar em contato com a ESEA e eu ainda não tive uma resposta firme” disse o jogador FalleN ao portal HLTV.org.

“Ambas as equipes concordaram em uma revanche, porque eles sabem como é doloroso ter problemas com DDoS”

Como a temporada da Pro League  atinge o seu clímax, a Keyd Stars está em terceiro lugar na tabela. Neste momento todos os erros vão custar caro para a equipe e o resultado do jogo contra a Tempo Storm poderia comprometer severamente suas chances de terminar entre os quatro primeiros e se classificar para as finais em Cologne.

A organização da ESEA tem sido criticada por não fazer o suficiente para defender os interesses das equipes e jogadores, comprometendo o desempenho das equipes na liga. Ontem a noite foi revelado que o capitão Eric “AdreN” Hoag da equipe Team Liquid levou uma punição por parar o jogo sem a permissão dos administradores, o seu companheiro de equipe também teve problemas como ataque DDoS.

Related posts

Leave a Comment